Consumo do carro zero não bate com o anunciado. Por quê?

Um dos motivos que levou um leitor nosso a comprar um carro zero quilômetro foi o baixo consumo de combustível, anunciado pelo fabricante. Começou a rodar com o carro e fazer as contas, o consumo era maior que o anunciado.

Reduziu, então o peso do pé direito e deixou de esticar tanto as marchas antes de cambiar, e o consumo continuava acima do anunciado. Levou o carro a concessionária, pra ouvir na oficina que o seu carro ainda era praticamente zero quilômetro. E que aquele consumo anunciado só seria possível depois do motor amaciado, de uns 4 a 5 mil quilômetros rodados.

Ele quer saber se há uma explicação razoável. Sim, pode haver uma redução do consumo, mas nada muito significativo. O carro, ao invés de oito quilômetros por litro, pode passar a rodar oito e meio, no máximo nove por litro. Mas, não de 8 para 10 ou 11 quilômetros por litro. Mágica, ninguém faz.

Conversor de combustível realmente funciona?

Se o seu carro foi projetado para ser abastecido apenas com gasolina, ou seja, não tem um motor flex, e tá de olho no etanol que hoje custa bem menos que a gasolina, a solução é uma só: vender o carro e comprar um outro flex. Mas não é o que dizem alguns anúncios da internet, que vendem um sisteminha eletrônico que converte o carro da gasolina pro etanol.

Mas funciona? sim. Mal e porcamente, porque ele apenas interfere na central eletrônica, porém ficam faltando várias outras modificações para que o carro possa ser abastecido com etanol. A primeira delas: Preparar todo o sistema de alimentação de combustível para receber o etanol hidratado. Caso contrário, vai tudo se enferrujar. Outra alteração importante é aumentar a taxa de compressão do motor, para que o etanol proporcione um bom desempenho. Como nada disso é feito, melhor mesmo é trocar o carro por um outro flex.

A gasolina tem prazo de validade?

Gasolina tem prazo de validade? Tem. E aí está um dos problemas em deixar um carro parado meses na garagem. Se o motor protestar quando for novamente ligado, pode saber que tem problema na gasolina. Seu prazo de validade é de três a quatro meses. Mas a gasolina Podium, da Petrobras, pode durar o dobro disso.

Mas mesmo com seu carro ter ficado meses parado, se ele for flex, você poderá ter problemas com a gasolina deteriorada no tanquinho para a partida a frio, que praticamente só funciona no inverno nos dias mais frios com o tanque abastecido com álcool. Hora, de um inverno até outro, são 12 meses suficientes para a gasolina envelhecer no tanquinho. E aí a dica é abastecê-lo com a gasolina Podium.

Ela custa um pouco mais caro, mas ali não cabe nem um litro, de modo que são alguns poucos centavos a mais que podem fazer toda a diferença depois de um ano.

Leia mais em: https://twitter.com/machobr

 

One Response

  1. Henrique Pazin 22 de outubro de 2018

Leave a Reply