Será que você corre do jeito certo?

Tem gente que corre pra emagrecer, pra ficar saudável, pra ter um tempinho para refletir sobre a vida, pra ir para algum lugar ou simplesmente pelo prazer de correr. A corrida é talvez a atividade física mais simples e libertadora de todas.

Você pode correr quase que literalmente em QUALQUER lugar, em qualquer hora do dia, em qualquer dia do ano! Mas você sabe quais os efeitos a corrida tem no seu corpo? Qual é a maneira CERTA de correr? A gente vai dar 3 dicas quanto a isso.

E você sabe que treino fazer dependendo da modalidade de corrida que você pratica? É claro que a gente não ia perder a chance de explicar tudo isso com ciência. Então vamos lá:

Pra começar, corridas mais longas e constantes podem diminuir o stress ao estimular a produção de hormônios, como a gente explicou no vídeo onde a gente fala sobre como treinar melhora o humor. Sem falar que correr ainda reduz a pressão sanguínea, aumenta a disposição e melhora a saúde da pele e dos ossos, a qualidade do sono e a postura corporal!

E na terceira idade, praticar corridas pode significar melhorias na memória, na atividade mental e até retardar o aparecimento de sintomas de demência. Por sinal, que tal passar essa informação adiante pra aquele amigo ou aquela amiga que corre? Marca ele ou ela nos comentários!

É muito importante que você entenda qual é a melhor maneira de praticar essa atividade física, para que você possa desfrutar de todos esses benefícios sem prejudicar o seu corpo. Antes de mais nada, vamos deixar uma coisa clara por aqui: esqueça o alongamento, ele não previne lesões! Antes de qualquer corrida é ideal que você se AQUEÇA, fazendo exercícios leves por alguns minutos, movimentando todo o corpo, especialmente as pernas.

Isso vai preparar o seu corpo para o esforço que você está prestes a realizar. Mas a gente recomenda fortemente que você dê uma boa olhada no vídeo completo que fizemos sobre aquecimento. Além disso, é muito, MUITO importante manter uma boa postura ao correr.

Maneira correta de correr

Então aqui vão 3 dicas de como correr da maneira correta:

1. Use o tênis certo para o seu tipo de pisada. Existem três classificações de pisadas: pronada, supinada ou neutra. Elas são definidas pelo ângulo lateral do pé ao tocar solo e pela sequência do movimento. Além disso, elas estão diretamente ligadas à técnica da corrida e à estrutura muscular e óssea. Mas a gente também pode classificar as pisadas como retropé, mediopé e antepé.

Determinadas por qual parte do pé faz o primeiro contato com o chão. Não vamos aprofundar muito nisso nesse vídeo, mas vale dizer que essa classificação também vai influenciar a sua técnica e a escolha do tênis ideal. Não existe pisada certa ou errada, a menos que você exagere muito em qualquer um dos tipos.

Agora, o mais importante: você deve sempre utilizar um tênis que seja apropriado para a sua pisada, que não limite ou altere os movimentos do seu pé. Se você não sabe como pisa ou qual tênis usar, procure um profissional de educação física para saber melhor!

2. Procure não bater os pés no chão. O contato dos pés com o solo deve ser abaixo do corpo, não à frente. Se você mantém o seu pé tocando o solo muito à frente do seu corpo, acaba “freando” o seu movimento, resultando em menor eficiência e sobrecarregando as articulações. Uma ótima maneira de saber se você está correndo sem prejudicar o seu corpo é ouvindo quanto barulho você faz ao pisar. Quanto menos barulhenta a sua pisada, melhor! Passadas mais curtas também vão te ajudar a encontrar sua melhor pisada.

3. Mantenha uma postura neutra. A sua coluna deve estar ereta e inclinada levemente para a frente. Isso ajuda a manter sua respiração sob controle e a usar os músculos pra reduzir o impacto sem desperdiçar energia e sem sobrecarregar as articulações. Além disso, procure olhar sempre pra frente, não pra baixo. Se você corre na rua, aproveite pra apreciar a paisagem! Uma das coisas mais legais sobre corridas é que existem vááárias modalidades diferentes que você pode escolher.

Corrida de rua, de velocidade, de montanha, curta distância, longa distância, maratona, ultramaratona… São muitas opções. Cada uma tem suas particularidades e exige um preparo diferente do corpo. Talvez a principal diferença seja entre as corridas de velocidade vs. distância. Pode parecer óbvio, mas o corpo trabalha de maneiras bem diferentes nessas duas modalidades.

Se você quiser ser o próximo Usain Bolt, prepare-se para desenvolver principalmente suas fibras musculares de contração rápida, ter muitos treinos intervalados na pista, ganhar força treinando com pesos e até aumentar seu volume muscular. Agora, se você está se preparando para corridas longas, como circuitos de rua, meias maratonas ou maratonas, as principais fibras musculares serão as de contração lenta, melhor termogenico.

E é importante treinar mais tempo em menor intensidade, otimizando o uso de energia para a distância desejada. De qualquer forma, treinos de resistência, de velocidade e de reforço muscular, técnica e coordenação motora seguem sendo importantes para todas as modalidades. Agora, em volumes e intensidades bem diferentes dependendo do seu objetivo. E se você ainda está começando a se aventurar no mundo da corrida, vá com calma.

Comece com caminhadas, passe a intercalar com pequenos trechos de corrida aos poucos e descanse pelo menos um dia antes de correr de novo. Ah, e acima de tudo: defina METAS REALISTAS! Foque na constância da prática de corrida em vez de querer correr vários e vários quilômetros de cara.

Você provavelmente vai ver uma progressão rápida nos seus resultados se você permanecer focado e seguir uma rotina. Correr é acima de tudo sobre superação. Além de trazer sensações de prazer, diversão e pertencimento a um grupo, também traz realização ao atingir meta atrás de meta, deixando qualquer um com a autoestima lá em cima.

Aqui no site tem um pessoal que sempre se reúne pra correr em grupo. E por aí? Vocês gostam de uma boa corrida? Já conheciam qual a melhor postura pra correr? E quem aí já completou provas de corridas? Nos contem nos comentários!

Veja mais em: http://www.macho.com.br/melhor-termogenico/

2 Comments

  1. Dri Siqueira 20 de agosto de 2018
  2. Jurandir Augusto 23 de agosto de 2018

Leave a Reply